Insanidades

Considero que o título já diga alguma coisa

domingo, julho 04, 2010

Fantasias de criança

Postado por Cacau |

.
Nunca gostei de brincar com muitas crianças e muito menos de repartir meus brinquedos. Sim sempre fui egoísta com muito orgulho, e não é agora que vou pagar de pudica. Daí quando eu estava de bom humor [e minha mãe e as mães alheias agradeciam muito] eu entrava nas brincadeiras das meninas, mesmo que o que eu mais queria era estar brincando com os moleques. Na hora de inventar a história da brincadeira era outro calvário interior porque eu sempre achava as minhas histórias mais interessantes, mas como eu não era a queridinha e nem babava ovo, as pequenas poderosas eram as autoras. 
Então eram escolhidos as personagens e ninguém queria ficar com a bruxinha. Sempre sobrava pra mim, e eu adorava. Porque eu ficava lá na minha preparando poções mágicas, jogando feitiços, e o melhor: poderia inventar minhas próprias histórias sem a interferência das meninas chatas e boazinhas. Que sempre queriam ser a princesa, a fada, a sub-fada, a duende, mas sempre imitando a Fada Bela [Angélica que me perdoe, mas que decadência hein colega?!].
Elas sempre saíam correndo quando eu aprontava alguma e dizia que foram os poderes da bruxinha,coitadas hoje elas continuam a acreditar em contos da caroxinha. Dessa vez contados por seus namorados ou por suas falsas amigas. Outro ponto que eu tinha a meu favor é que elas sempre escolhiam as bonecas loiras e muito branquelas que sempre ficavam velhas e feias logo, e as bonecas que eu não transformava em réplica de Chuck, o boneco assassino; eram realmente lindas. Então, eu no auge da maldade infantil dizia mais ou menos assim 'ao menos minha bruxinha é linda, e suas princesas nunca serão, vão ser sempre feias, gatas borralheiras'. Nem preciso dizer que isso era motivo mais do que suficiente para elas chorarem e suas mães me olharem de cara feia.
Cresci, mas continuo preferindo à bruxa. Se ela não gosta de alguém ela diz, demonstra, evita. Se alguém que ela não gosta se dá mal, ela não faz de ohh que pena, ao contrário, ela gargalha e pede bis. Ela pode ser malvada? Acho que se classifica mais como incompreendida. Mas acima de tudo, a bruxa sempre é autêntica. Nunca se faz de boazinha e puritana, para depois se mostrar uma verdadeira cobra. Não, ela dá sua cara a tapa de início. Por isso que até hoje, se houvesse uma fantasia que pudesse ser real, eu queria ser como as bruxinhas que eu era quando menor.

cacau



5 comentários:

Leonardo Ângelos disse...

oi, kecau.... digo, cacau.... as bruxas q eu conheço sempre foram feias.... n sei se nasceram assim ou se é um feitiço q elas jogam nelas mesmas p atrair somente aqueles q olham p o interior.... pq elas gostam de autencidade, de sinceridade e detestam hipocrisia.... mas cuidado com o excesso de sinceridade, cacau.... deve ser por isso q as bruxas são tão odiadas.....

http://leonardoangelos.blogspot.com

Marianne disse...

qdo eu digo que minha best é uma trombadinha e rebelde... desde de pequena... pau que nasce torto nunca se endireita kkkkkkkkkk

TATI disse...

GOSTEI DO SEU POST, NOS FAZ REFLETIR. bJS.

Sarah disse...

'Então eram escolhidos as personagens e ninguém queria ficar com a bruxinha. Sempre sobrava pra mim, e eu adorava.'
Parece até a minha infância.. xD
Adorei o texto, lembrei de tudo que eu e meus primos aprontavamos com nossas primas e amigas...
ai ai, bons tempos!! =)
Beijinhos e parabééns pelo magnifico texto.

Rê nata disse...

suhausuausuhahus
Cau, vc é demais.. e muito má. HAHAHA
também nunca gostei das puritanas, não-me-toque, das certinhas. eu sempre tive uma simpatia por vilões e as bruxinhas sempre tiveram essa fama.
adorei o texto [de velho] uhsauhsuha
beijos da duracell :*

Postar um comentário

Subscribe